Exame: Brasil ganha programa de TV sobre responsabilidade social


Segunda, 6 de Junho de 2005
 

Brasil ganha programa de TV sobre responsabilidade social | 23.05.2005

Hazel Henderson, futurista especializada em sustentabilidade, escolhe o Brasil para estrear seu programa sobre responsabilidade social fora dos EUA. Quatro redes estão interessadas


Divulgação

Christina e Hazel: aposta na liderança brasileira em responsabilidade social Por Fabrícia Peixoto

Por Fabrícia Peixoto

EXAME O Brasil terá, em breve, um programa de televisão voltado somente para ações de responsabilidade social. O Mercado ético, como foi batizado, será uma versão local do programa americano Ethical Marketplace, um dos projetos da economista, especializada em sustentabilidade, Hazel Henderson (leia reportagem de EXAME, publicada em 1998, sobre a economista). Essa é a primeira vez que a iniciativa é adotada fora dos Estados Unidos.

A licença foi adquirida pela publicitária Christina Carvalho Pinto, dona da agência FullJazz. Até a próxima semana, o nome da rede de televisão que irá transmitir o Mercado ético será definido. “Temos agendadas reuniões com quatro redes, entre TVs abertas e a cabo”, diz a empresária.

Hazel Henderson, que esteve em São Paulo na última semana para acertar os detalhes do novo programa, disse que o Brasil por ser um dos líderes em responsabilidade social merecia um programa de TV sobre o assunto. “Das 2000 empresas signatárias do Global Compact, 30% são brasileiras, enquanto que os Estados Unidos respondem por apenas 4%”, diz Hazel. O Global Compact (ou Pacto Global) é uma iniciativa da Organização das Nações Unidas cujo objetivo é estimular princípios ambientais e sociais no setor privado.

O programa de TV criado por Hazel tem uma série de peculiaridades. A principal delas é que todas as empresas citadas durante o programa precisam passar pelo crivo de um conselho, que irá avaliar se os executivos realmente respeitam o ambiente e seus funcionários, entre outros quesitos. Os anunciantes que quiserem comprar cotas para os intervalos terão de passar pelo mesmo processo. Já há negociações par aque o Instituto Ethos faça parte do conselho brasileiro. Nos Estados Unidos, o Ethical Marketplace é transmitido para 40 milhões de domicílios, via TV aberta.

Nascida em Londres e radicada nos Estados Unidos, Hazel Henderson é conhecida mundialmente por sua crítica à economia ortodoxa. Segundo ela, a forma como o PIB é medido é falha, pois não inclui indicadores sociais, como trabalho voluntário e projetos de proteção ambiental. “Enquanto educação e saúde forem considerados gastos, e não investimentos, será impossível atingir uma economia sustentável”, diz Hazel.

This entry was posted in International News. Bookmark the permalink.